domingo, 2 de abril de 2017

Fale! - Laurie Halse Anderson - O silêncio que esconde o grito

O livro Fale! da escritora americana  Laurie Halse Anderson é um daqueles livros que todas as pessoas deveriam ler, principalmente os jovens.  Traz temas polêmicos como estupro e bullying a partir da história da jovem Melinda Sordino. A sinopse nos conta que Melinda é uma jovem de quatorze anos, que acabou de entrar no ensino médio e está sendo completamente isolada por seus colegas, inclusive por aqueles que eram seus melhores amigos. O motivo? Ela estragou a tradicional festa promovida pelos veteranos da escola ligando para a polícia, o que acabou com o evento e culminou na prisão de alguns alunos. Por que ela ligou para a polícia? Os colegas não querem saber, mas o motivo fica bem claro para o leitor que tem alguma leitura de mundo ou que busquem saber o tema do livro antes de iniciar a leitura. Aliás, não acredito que seja um spoiler, pois a grande questão na história não é descobrir o que aconteceu com Melinda, mas perceber como ela e os outros a seu redor lidam com essa situação.

“A coelhinha foge em disparada, deixando rastros ligeiros na neve. Fugir fugir fugir. Por que é que não corri desse jeito quando era uma garota-falante-não-despedaçada?”

A jovem de antes da festa era alegre, popular, excelente aluna e falante. A menina de depois da festa se tornou retraída, solitária, sem conseguir reagir e principalmente, silenciosa. Melinda se retrai dentro de si mesma, não contando a ninguém o que de fato aconteceu. E a grande questão que a Laurie Halse tenta mostrar é que mesmo percebendo uma mudança na personalidade da jovem, nem seus familiares nem seus antigos amigos a questionaram sobre o que havia acontecido ou o porquê de ela praticamente não se comunicar mais com ninguém. E não é que a protagonista se torne mais reservada. Ela simplesmente para de falar e as pessoas parecem não perceber.



O livro se passa durante todo o ano letivo e apesar de Melinda não falar, podemos entender seus sentimentos de dor, angústia e solidão através dos pensamentos, flashbacks e ações da personagem. Ela passa os feriados sozinha, suas notas caem consideravelmente, não demonstra interesse para nada e está sempre sofrendo comentários maldosos dos colegas. A autora não dá muitos detalhes sobre os pais de Melinda, embora possamos perceber que passam por algum tipo de problema no casamento e que se refugiam no trabalho para esquecer os problemas familiares. Inclusive, acredito que a ausência de informações sobre os pais seja uma forma de mostrar a ausência deles da vida da filha, o fato de eles estarem alheios ao que acontece com a menina. Se preocupando com notas e problemas mais básicos do que o que está acontecendo realmente com a adolescente.

Os colegas de escola (os que antes se diziam amigos de Melinda) pouco se interessam pela mesma. Estão chateados pelo fim de uma simples festa enquanto ignoram uma questão muito maior. Há uma completa transformação na personalidade de Melinda enquanto os jovens ao redor se concentram em seus pequenos mundos e atividades cotidianas. Com excessão de um único professor, o de Artes, todo o corpo docente ignora uma aluna visivelmente com problemas. Melinda precisava falar. E presisava que alguém quisesse ouvir. O professor de Artes passa a ter um papel significativo na história, porque incentiva Melinda a se abrir por meio da arte, sem forçar um desabafo doloroso para o qual ela provavelmente não estava preparada.

Laurie Halse Anderson consegue passar nesse livro uma história dolorosa e tocante. E isso acontece porque nós sabemos que o livro retrata uma realidade mais comum do que queremos reconhecer. Existem milhares de Melindas no mundo e enquanto vivemos nossas vidas cotidianas, elas se calam e se fecham em si mesmas não tendo a quem recorrer. Por isso Fale! é um excelente livro para ser lido por todos e uma excelente opção de livro extraclasse para ser trabalhado em escolas e sensibilizar um maior número de pessoas para que olhem ao redor e percebam os outros.

A mensagem de da Laurie é bem clara: o egoísmo tem ensurdecido e nos feito ignorar o grito de socorro que um silêncio esconde.

Informação Extra: Fale! foi adaptado para os cinemas com o nome "O Silêncio de Melinda", onde a personagem principal é interpretada por Kriten Stwart no que eu considero seu melhor papel. Aos que não gostam da atriz e não se animam com o fato de seu melhor papel, eu peço que ao menos tentem assistir, porque definitivamente a Kristen conseguiu externar a dor,a angústia e a solidão da Melinda com maestria.


10 comentários:

  1. Mlr esse livro é um tiro. Esse filme é um tiro. Apesar de não ser fã da Kristen acho que ela arrasou neste papel, que combinou mto com ela, concordo contigo, acho que é o melhor papel dela. Tanto o filme quanto o livro dao um aperto no peito!!! Ja li outro livro da Laure e ela simplesmente DESTRÓI a nossa vida durante o tempo que estamos lendo. Essa mulher sabe escrever sobre temas polêmicos. Amei tua resenha, vou até rever o filmE! bjs
    Jo Scarreiro

    ResponderExcluir
  2. Esse livro está na minha lista de desejos, espero conseguir ler em breve! Adorei a sua resenha e não sabia que o filme era baseado no livro, muito bom saber. Sem dúvidas, a temática abordada por essa história (e muitas outras que estão ganhando destaque) é importante de ser discutida!

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bem Isabella?
    Não conhecia o livro nem o filme, e apesar de falar de um tema tão "pesado", por assim dizer, eu leria.
    Você falou da autora conseguir expressar bem as angústias da personagem em palavras, e fiquei curiosa pra ver isso.
    Quanto a Kristen, eu curto o trabalho dela, apesar de tenta gente criticá-la. Eu também pretendo assistir ao filme.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu li esse livro, faz um tempo, não acho que todos deveriam ler, pois tem um enredo muito juvenil, é um bom livro, para o público jovem, quem está adaptado com leituras mais profundas, certamente vai se incomodar, no entanto, acho maravilhosos para o público jovem, inclusive, trabalhei com ele em sala de aula.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é um livro juvenil e acho ele importante para que todos possam compreender os jovens. Eu particularmente não gosto tanto de livros juvenis,mas considero a leitura importante.

      Excluir
  5. Tem alguns anos que quero assistir esse filme, poxa não sabia do livro, acrescentei ele no Skoob agora, quero muito ler! Obrigada pelas informações.

    Nara Dias
    Viagens de Papel

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Já tinha visto o livro no skoob e em livrarias, porém, nunca me interessei em saber do que se tratava. Mas agora lendo sua resenha e toda a crítica abordada em relação ao egoísmo, me fez ficar bem curiosa. Pretendo ler em breve e tirar minhas próprias conclusões...

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oie
    já li o livro e vi o filme, ambos me fizeram querer chorar em muitas partes pois é um tema totalmente necessário, forte e triste, que necessita de maior atenção nossa

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Isabella!
    Esse livro está na minha TBR, pois me interesso pela temática. Contudo, essa adaptação para o cinema é novidade para mim. Vou ter que apressar a leitura... espero que não seja parecido com os 13 porquês.

    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu já tinha visto esse livro em outros blogs, mas não me lembrava que a história é tão boa assim. Foi uma grata surpresa para mim saber que existe um adaptação sobre ele. Apesar de não gostar da atriz vou tentar ver para conhecer mais da história.
    Sua resenha está perfeita e eu vou anotar a sua dica.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...