quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Eu Sou Colcha de Retalhos

Tem gente que é como um tecido de seda pura. Sem mistura com outros tecidos. sabe? Geralmente as pessoas dão muito valor a um tecido assim. Mas eu prefiro ser uma grande colcha de retalhos. Não, não desprezo a beleza magnífica da seda. Mas ainda prefiro ser a colcha de retalhos. Colorida, remendada, uma parte velha, outra parte nova... uma grande mistura.


Talvez a colcha represente mais a minha vida. O que passei, o que vivi. Representa todas as minhas facetas, minhas múltiplas personalidades e minha resistência. Porque já rasguei muitas vezes, mas voltei a juntar tudo com uma linha bem forte. A colcha é uma mistura de linho, lese malha, poliéster...E eu sou uma mistura de alegria, tristeza, vontade, mágoa, compaixão e muitos outros sentimentos.

Ninguém remenda um pedaço de lycra numa blusa de seda. Mas ninguém se importa em costurar um pedaço desse tecido tão resistente e flexível numa velha colcha de retalhos. E eu quero a resistência. Também quero a flexibilidade para lidar com as reviravoltas da vida. Quero ser resistente, quero me misturar com outras pessoas, outras personalidades e remendar em mim todos os sentimentos que eu sentir necessidade.

Não critico quem escolhe ser seda pura. Ela é valorizada. Altiva, bela e imponente. Gente de seda são aquelas pessoas que preferem não se misturar com outras que consideram inferiores. São aquelas pessoas que tem medo de mostrar seus sentimentos ou até mesmo tem medo de senti-los. Gente de retalhos não. Nós que somos feitos de retalhos estamos sempre prontos a acrescentar algo. Não temos medo de nos misturar, de nos reinventar. Nunca achamos que somos melhores. Mas também sabemos que não somos piores. Temos utilidade. Eu tenho, você tem.

E quando estivermos nos sentindo insatisfeitos, sabe o que faremos? Remendaremos mais um pedacinho de tecido. Mais um pouco de ousadia, persistência, alegria ou até cuidado. Porque não temos medo de arriscar. Não temos medo de nos transformar. Somos coloridos. Coloridos como as borboletas. E por que as borboletas chegaram a ser tão lindas e admiradas? Porque se transformaram. Porque não tiveram medo de acrescentar novas coisas a sua vida, de passar por uma metamorfose.

Quando uma roupa de seda rasga, ninguém a reutiliza. Onde já se viu um tecido tão nobre ser reutilizado ou remendado? Não, melhor jogar fora. Assim eles pensam.
Gente feita de pura seda é conformada e se orgulha disso. Se orgulha por achar que atingiu o máximo ou que sempre o foi. Gente de retalhos como eu, como NÓS, sempre vai procurar evoluir como pessoa, apesar de olhares críticos e da constante desvalorização. Porque sabemos. No fundo, nós sabemos que a vida só é feliz pra quem sabe seguir em frente. Pra quem sabe levantar depois do tombo ou se remendar depois do rasgo. Que sejamos cada vez mais uma junção de retalhos e que saibamos escolher quais deles farão parte de nós. Mas, não se preocupe. Eu falo por experiência própria: se algo der errado, corte e remende mais uma vez. E se um dia um pedacinho de seda quiser se juntar... que venha e faça parte desse todo unido por essa linha forte.

Gostou do texto? Dê G+ para que mais pessoas possam lê-lo! Não se esqueça de seguir o blog no GFC e curtir a página do Pausa pra Conversa para acompanhar todas as novidades do blog. Até o próximo post <3

46 comentários:

  1. Acho que para ser sincera, nunca li um texto tão bom é verdadeiro como esse
    Eu também realmente sou uma colcha de retalhos rs
    Beijos
    Myself here

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu texto, é tão bom ler algo tão verdadeiro.

    ResponderExcluir
  3. Ah, que coisa mais linda, Isabella. Acho que você está certíssima! Bom mesmo é ser colcha de retalhos, e poder se remendar quando preciso, e sempre ter espaço pra mais um retalho. <3

    ResponderExcluir
  4. adorei seu texto, cheio de metáforas e simbolismos... A colcha de retalhos é mais acolhedora ^^

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que texto INCRÍVEL! Cheia de sentimentos, verdades e metáforas! Adorei!

    Um beijo,

    Dai
    Blog Cheiro de Livro Nacional

    ResponderExcluir
  6. Uau!
    Que texto maravilhoso!
    Sentimentos verdadeiros traduzidos em palavras. Adorei!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Que texto lindo.
    A colcha de retalho muitas das vezes é mais quente e mais resistente. Trazendo pra nossa vida, uma colcha de retalho é mais experiente e com mais habilidades pois ela sabe fazer de tudo um pouco.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Que texto incrível!!
    Me identifiquei muito lendo ele.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  9. Muito bom o texto, Isabella! Realmente!
    Parabéns pela criatividade e sensibilidade ao escrevê-lo! Parabéns!

    Abraços,
    Lucas Fagundes
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Isabella. Muito lindo o texto, acho que a maioria das pessoas se identificam!
    Beijo,
    http://www.pactoliterario.com/

    ResponderExcluir
  11. oie como vai?
    lindo lindo o seu texto, que sejamos todos colchas de retalhos.

    ResponderExcluir
  12. Isabella, que texto mais lindo. Eu também sou colcha de retalho. É uma bela analogia, melhor, uma bela metáfora para falar das diferenças, das diversidades.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oiê!!

    Lindo texto, e muito verdadeiro. Que existam mais pessoas colcha de retalhos e cada vez menos pessoas seda!!!

    www.escrevarte.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Adorei o seu texto, ficou muito bem construído, quem não tem uma colcha de retalhos dentro de si mesmo?
    Beijos, Nathália ( http://entrelinhaseafins.blogspot.com.br/)

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Seu texto é maravilhoso, retrata nada menos que a verdade sobre MUITA gente. Acho que poucas exceções. Bem, eu me identifiquei!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Adorei o texto... você se expressa de uma forma bem verdadeira.. me identifiquei!
    Eu também sou uma colcha de retalhos.
    Beijos!
    www.lindaestante.com.br

    ResponderExcluir
  17. Isabella, seu texto é muito bonito.
    Parabéns!
    Acho que todos nós somos uma colcha de retalhos em alguns momentos mais em outros menos.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Gostei muito do seu texto, expressa direitinho a sensação de agregar conhecimentos.

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  19. Oiee ^^
    Vamos remendando nossos tecidos até não sobrar nada original do início ♥ nos transformar, aprender e mudar com a vida é incrível, e eu também prefiro ser uma colcha de retalhos a um pedaço de seda. Adorei o seu texto ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Adorei seu texto! Muito bem escrito e profundo, parabéns mesmo!
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  21. Que texto maravilhoso... A pessoa sente que é realmente tocada por ele quando se pega sorrindo durante a leitura. Eu vi minha imagem nesse texto, pois sou exatamente assim como você descreveu. Adorei tudo isso e espero poder ler mais em breve. ♥ Meus parabéns!

    Beijos,
    Império Imaginário | Fernanda Goulart.

    ResponderExcluir
  22. Oi Isabella, tudo bem? Que texto maravilhoso e cheio de sentimento. Para que ser uma colcha de seda, toda padronizada e que possui uma limitação, melhor ser uma colcha de retalhos, poder se expressar livremente, poder se remendar quantas vezes forem necessárias, mas sem perder a força, a elasticidade e a complexidade.

    Adorei a analogia e consegui me identificar com o texto, parabéns!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  23. Olaaa
    Adorei o texto, parabéns pelo talento e pela sensibilidade em escrevê-lo. Muito bonito.

    Beijos
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  24. Esse texto disse tudo o que eu precisava ouvir hoje. De verdade, muito obrigado por alegrar meu dia, quiçá minha semana. Beijos, e parabéns pelo lindo texto!

    ResponderExcluir
  25. Oiee, que texto lindo, vc escreve muito bem *-*
    www.guildadosleitores.com

    ResponderExcluir
  26. Isabella, que texto magnífico! Eu me identifiquei muito, também me sinto colcha de retalhos. Queremos resistência, queremos a beleza das diversas experiências adquiridas ao longo do tempo, é isso aí! :)
    Um grande abraço, adorei o seu texto! :)
    Quer fazer parceria com meu blog?
    www.literasutra.com

    ResponderExcluir
  27. Olha eu sinceramente tenho que confessar que primeiro de tudo, você escreve muito bem.
    Segundo dizer que achei o seu texto simples, mas muito profundo. Lindo.
    Tem gente que tem dom para isso e admiro.
    Parabéns =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/08/memorias-literarias-1.html

    ResponderExcluir
  28. Oi, tudo bem?
    Que texto mais lindo, achei super criativo e simples, mas ao mesmo tempo com uma mensagem maravilhosa e assim como você eu gosto de ser uma colcha de retalhos kkk

    Beijos :*
    Larissa - srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Que beleza de texto, pois além de bem feito, contém uma verdade única. Sem dúvida a seda é belíssima, mas temos que tirar proveito de tudo que a vida nos dá e com isso aprendermos, e se não fossemos colchas de retalhos, este aprendizado seria em vão.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  30. Oii, tudo bem?
    Eu adorei o texto! Ele é marcante e cheio de sentimos, espero que possa ver mais textos assim aqui no blog :)

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  31. Olá!
    Adorei o fato do seu texto conter muitas emoções e experiências de vida. Espero ver mais textos lindos como esse aqui no blog :D

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Que texto mais lindo, você tem uma bela escrita!
    Eu quero ver mais textos assim hein?
    Bj

    ResponderExcluir
  33. Oie!!
    Nossa, que texto mais lindo!!!
    Adorei. Super falou a verdade.
    Prefiro 1000 vezes ser de retalho do que de seda pura.
    Amei!!
    *--*

    ResponderExcluir
  34. Olá,
    Que texto legal - e bem verdadeiro. Somos, inevitavelmente, colchas de retalho, sempre se adaptando. E quem decide ser apenas "seda" pode até permanecer belo, mas não se transforma, não cresce com o meio.

    Beijos,
    Miss Sorrisos Blog
    Twitter|Wattpad|Instagram


    ResponderExcluir
  35. Olá, boa noite, tudo bem?

    Adorei seu texto, bem direto e verdadeiro, cheio de verdade e intensidade. Também prefiro ser a colcha de retalhos.

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir
  36. Um texto magnifico e cheio de verdades em meio as varias metáforas, muito bem construído. Adorei de verdade, parabéns!!

    ResponderExcluir
  37. Oii!

    Amei o texto! Um texto cheio de verdades que nunca devemos esquecer ^^ Parabéns pela texto, muito bom!

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  38. Que texto lindo! Vc escreve muito bem, parabéns.
    Bjuus

    ResponderExcluir
  39. Parabéns pelo texto.
    Sobe expressar seus sentimentos de maneira bem singela.

    Mais uma vez parabéns.

    Abraço,
    Diego de França
    www.leitorsagaz.com.br

    ResponderExcluir
  40. Oie, tudo bom?
    Lindo texto e com uma analogia incrível com a vida. Realmente precisamos saber levantar depois de cada queda. Concordo que ser uma colcha de retalho faz a vida muito mais divertida.
    Parabéns!
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  41. Oii, tudo bem?
    Parabéns pelo texto, muito lindo, você escreve muito bem.Espero ver mais por aqui.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir
  42. Oii!

    Amei o texto! Acho que todos deveriam ler textos assim pois ele fala muitas verdades ^^ Espero poder levar ele para sempre :)

    Beijos, Kamila
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  43. Olá, texto ótimo, adorei as analogias que você descreveu. É belo e sincero.
    Angel Sakura
    www.euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  44. Ei, tudo bem?
    Adorei o texto e a comparação que fez com você e a colcha de retalhos. Você expressou muito bem a confusão que é a vida e como isso é importante, essa variedade de tecidos. Parabéns!

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  45. Maravilhoso!! Seria muito bom se mais pessoas entendessem que não dá pra passar pela vida sendo uma colcha de seda, caso contrário não há de vivê-la! A heterogeneidade de uma colcha de retalhos é muito mais original atraente!
    Um beijo!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...