domingo, 14 de junho de 2015

Adote um Amigo

Hoje gostaria de falar  sobre um assunto muito importante, mas primeiro quero que imaginem uma situação. Quero que cada um faça um quadro mental de si próprio abandonado, sujo, com fome, doente, com frio e sendo constantemente ignorado por uns e maltratado por outros. Imagine-se sozinho, desejando ter uma família, um lar... e simplesmente não ser visto, ser tido como invisível e até como indesejado. Essa é a realidade milhares de cães e gatos que vivem diariamente nas ruas.

Enquanto alguns gatos e principalmente cães são vendidos a preços exorbitantes, animais que fogem dos padrões estéticos lotam as ruas e os abrigos. Muitos são vítimas de maus tratos... Morrem em decorrência de espancamentos, de desnutrição...vítimas da negligência. 



Muitos protetores tentam ajudar, os abrigos tentam recolher os bichinhos e oferecer tratamento médico, mas como dar abrigo a novos animais se os que estão abrigados não são adotados? Como continuar ajudando se esses pequenos permanecem nessas ongs por anos sem conseguir encontrar uma família? 

As associações tentam suprir as necessidades físicas, mas e as emocionais? Muitos animais falecem sem ter a oportunidade de sentir o amor humano. Sem a oportunidade de receber um afago, de fazer festa quando o tutor chega em casa, de se alegrar com um simples passeio na rua. E muitos humanos perder a oportunidade de receber um amor incondicional, lealdade, amizade, por puro preconceito. Por achar que um cão sem raça definida, adulto, idoso ou deficiente não será bom o suficiente. Por que não seriam? Eles sabem amar, precisam do nosso afeto e nós precisamos do deles. Já não é o suficiente? 

O comércio de animais domésticos além de prejudicar os animais sem raça definida, também prejudica os próprios comercializados, já que muitos criadores visam o lucro fácil e imediato, esquecendo-se muitas vezes da saúde e do bem estar do animal. 

Não compre, cães e gatos, adote. Assim evitaremos que a rejeição a esses peludos tão especiais e não compactuaremos com a comercialização de vidas. Claro que gatinhos e cãezinhos de qualquer tipo de raça devem ser amados, mas não devemos priorizá-los e abandonar os que não se encaixam no padrão estético

. 

Já resgatei alguns animais de rua e posso garantir: a gratidão deles chega a emocionar. Atualmente, só tenho a minha cadelinha Lupita, que adotei no início do ano passado. Foi abandonada na rua, eu a adotei e hoje é minha filha e minha melhor amiga. Não dá para imaginar minha vida sem essa criaturinha que me recebe com tamanha alegria todos os dias e me dá tanto amor.  

Muitas associações promovem a adoção de bichinhos já vacinados e castrados, inclusive a Associação Quatro Patinhas, Paraíso dos Focinhos, Amigos do Abrigo Anchieta... Com certeza na sua cidade existe um bichinho esperando uma família. Procure, pesquise, conheça, adote! Para os que não podem adotar, as associações aceitam padrinhos e madrinhas, doações de rações, vacinas, remédios e trabalho voluntário. Não vamos nos esquecer de ajudar os que tanto tem amor a nos oferecer.  

Se você tem alguma experiência com adoção, conte nos comentários. E não deixem de curtir as páginas das associações abaixo: 

9 comentários:

  1. Olá! O seu post é muito relevante. Também acho que devemos adotar ao invés de comprar. Fico muito triste quando vejo animais abandonados, porque, afinal de contas, eles são como nós, também sentem frio, fome, sede, e a necessidade de afeto. Fico com o coração partido de ver bichos na rua, sem ninguém para dar amor. Atualmente, tenho uma gata e uma cachorrinha. Não consigo me imaginar sem elas. Como você disse, é uma troca. Elas tornam a vida da gente mais feliz! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oláá
    Nossa, foi um ótimo post e adorei as colocações. Eu adoro cachorros e gatos, mas infelizmente só posso ter gatos, vejo um na rua e já pego pra mim haha queria muito adotar um cachorro e espero em breve, a gratidão deles é linda mesmo.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo que você disse é bem verdade. É triste saber que existem tantos animais sem abrigo assim. Infelizmente não posso ter bicho de estimação por conta da minha mãe, mas assim que puder quero muito adotar um gatinho.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  4. Oi Isabella, tudo bem?
    Post super importante.
    Apoio totalmente a adoção de animais, todos os meus 6 cachorros ou foram adotados ou nasceram aqui, mas não tenho coragem de comprar tendo tantos sofrendo por aí.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  5. OI Isabella, concordo plenamente com você, eu sou super a favor de adotar esses anjinhos, se eu pudesse eu pegava pra mim todos que eu vejo na rua, e olha que são muitos os bichinhos que são abandonados. Infelizmente não tenho condição de pegar todos que vejo, mas já adotei um uma vez, me dói o coração ver eles na rua jogados sem atenção e carinho, muito menos comida e um teto. Sempre tive o desejo de um dia abrir um abrigo para eles, quem sabe um dia eu consiga, né? Espero que sim!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Isabella.
    Que post lindo, adorei o incentivo.
    Concordo com você que as pessoas precisam aprender a adotar, desestimular o comercio de animais de raça, uma vez que é torturante a forma que eles colocam as fêmeas para cruzar.
    Mas ainda existem pessoas que compram e por mais que defendam os animais sempre vão aos pet shops comprar filhotinhos.
    Eu tenho vontade de adotar, mas como moro com os meus pais e eles não gostam de animais em casa, acabo desistindo da ideia. E além do mais não teria tempo para cuidar e fico com dó de deixar sozinho.
    Mas ainda irei adotar um cachorro futuramente e concordo que são amigos leais e amorosos.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ótimo post.

    Tenho 3 cachorros. 2 foram adotados e um foi comprado, todos são amados e tratados na mesma forma, então não vejo distinção no valor pago ou não por eles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não digo que haja distinção, apenas podemos pensar em como muitas vezes comprar o animal sustenta a comercialização que muitas vezes é cruel com eles. As fêmeas são são as que mais sofrem nesses canis :/

      Excluir
  8. Oie, tudo bom?
    Eu concordo com você, pois não faz sentido comprar um bichinho com tantos animais sozinhos pela rua. Eu amo cachorrinhos e aqui em casa sempre adotamos. Claro que não julgo quem paga, mas seria bom ter essa consciência e divulgar grupos e eventos de adoção de animais.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...