segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Minha Estante: Eu sou Malala, Christina Lamb/Malala Yousafzai

Olá pessoal! Hoje vim falar sobre o livro "Eu sou Malala", que traz a história de uma jovem paquistanesa que luta pela educação e foi baleada pelo pelo talibã.

Em outubro de 2012, a jovem ativista pela educação das mulheres, foi baleada na cabeça dentro de um ônibus escolar. O livro nos conta a história de lutas de Malala e seu pai, num país ameaçado constantemente pelo regime talibã, homens bombas e machismo. Decidida a não aceitar a proibição de escolas para meninas no Paquistão, a jovem desafiou ao governo e a um dos grupos terroristas mais perigosos do mundo: o Talibã.

A obra também mostra a visão da menina a respeito de sua sociedade, costumes, religião... Enfim, sobre a cultura islâmica que a maioria de nós não compreende bem. Ao decorrer do livro, conhecemos um pouco da história do Paquistão: lutas, revoltas e políticas. Aprendemos sobre mulheres que desafiaram a cultura de seu próprio povo, e dentre elas estava a jovem Malala.

Filha de um professor e ativista que lutava pelo direito a educação e a valorizava grandemente, a jovem sempre foi incentivada a se tornar o que quisesse ser, a estudar, buscar os mesmos direitos que os homens tem naquela sociedade. Malala aprendeu. Lutou não só por seus direitos, mas pelos direitos de todas as meninas e mulheres no mundo.

Na terça-feira de 9 de outubro de 2012, tudo mudou. Atingida por um tiro na cabeça, Malala não foi silenciada, como era a intenção do Talibã. Ao contrário. Sua voz, sua mensagem de paz e educação foi ouvida em todo o mundo, inclusive na ONU, onde discursou brilhantemente.


Em 2014, a jovem paquistanesa se tornou a mais jovem vencedora do Prêmio Nobel da Paz, pode defender o direito da criança à educação.


O que eu achei da obra? Maravilhosa. A escrita passa emoção, já que é narrada em primeira pessoa pela menina. Entrar em um país tão distante da nossa realidade, com uma cultura tão diferente da nossa é ao mesmo tempo assustador e maravilhoso. Conhecer o Paquistão e a cultura islâmica através dos olhos de Malala sem dúvida é um aprendizado maravilhoso. Um livro que não apenas distrai, mas traz informação, acrescenta algo em nossa bagagem cultural, nos faz conscientes dos problemas no mundo, das dificuldades enfrentadas.

Embora os temas tratados sejam polêmicos, o livro é leve. Conseguimos compreender aquela sociedade, não olhar com estranheza e preconceito como muitos fazem. Por isso os livro são tão importantes... Eles rompem barreiras, aproximam pessoas e culturas. Em resumo: eu recomendo que leiam esse livro, é um dos que mudam nosso pensamento, nos ajudam a valorizar o que temos e valorizar a coragem dos que não tem e fazem o possível para conseguir.


52 comentários:

  1. Que resenha legal! Já tive vontade de ler Eu Sou Malala, mas não cheguei a ter a oportunidade e acabei abandonando a ideia. Mas agora percebi que essa é uma leitura essencial. Admiro muito Malala, pois também sou defensora da educação. Espero que ela ainda faça muito pelo seu povo.

    Leitores Forever

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É essencial mesmo Cris, nos tornamos cientes de como somos privilegiadas.
      Obrigada pela visita, bjs.

      Excluir
  2. Olá, sua resenha está muito boa, parabéns!!! Interessei-me pelo livro!
    estou te seguindo, retribui?
    Abraços e boas leituras!!!

    http://blog-imaginacaodeumaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da resenha, Amanda. Eu já seguia o seu blog. Bjs

      Excluir
  3. Adorei sua resenha, ficou ótima! A história dela parece ser muito emocionante, mas o livro não me dá muita vontade de ler. Tenho curiosidade em conhecer um pouco mais sobre a vida dela, então, apesar de não ter muito interesse pelo livro, talvez leia um dia :)

    Beijosss
    http://bookspoison.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que leia Ursulla, é uma história muito boa. Bjs

      Excluir
  4. Eu tenho muita vontade de ler Eu sou Malala. Não sei quem me deixa mais feliz, se ela ou o pai que não restringiu a filha por ser uma mulher, como a maioria dos homens faz, nessa cultura. Mas quem colocou a cara a tapa (ou a vida em risco) foi ela e por isso merece o respeito de todos os homens e mulheres do mundo!
    Vou ler o quanto antes a obra!
    :***

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade o pai dela também colocou a cara a tapa enfrentando o talibã. Claro que embora o livro o mostre como um homem livre de preconceitos, ele certamente deve ter algo da sociedade machista em que cresceu, mas só de permitir a filha ter os mesmos direitos que os homens, ele já é admirável.

      Excluir
  5. Oi, tudo bem?
    Eu não sei muito sobre a Malala, mas tenho bastante curiosidade em ler os livros sobre ela, imagino que devem ser ótimos, confesso que não sou muito de ler livros desse gênero, mas imagino que os livros dela me agradariam. Enfim, espero que um dia eu leia esse livros que goste dele oo/

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, como vai? Não tinha conhecimento sobre a história da Malala, mas depois de saber fiquei bem curiosa sobre ela, o que ela passou e a sociedade que ela vive. Não sou muito de ler livros desse tipo, mas quem sabe mudo de ideia principalmente para conhecer a vida e a obra dela.
    Enfim, beijos e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma lição de vida o livro. Espero que leia e goste, Irisvanda. Bjs

      Excluir
  7. Oi tudo bom?

    Ah eu amo livros desse tipo, ele já ta na minha lista de leitura a um tempinho, pois adoro livros baseados em fatos reais, ainda mais com uma historia dessas, a mulher realmente é muito guerreira, queria ter metade da coragem dela.

    Beijos

    CarolMello.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos um gosto em comum então, Carol: histórias fortes, que passem algo, de pessoas corajosas.
      Bjs

      Excluir
  8. Oie

    Tenho certeza de que já ouvi falar dela, mas não sabia que tinha sido baleada.
    Com certeza vou procurar ler esse livro, ainda mais porque me interesso pelo que acontece no Oriente Médio.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Thai, tenho certeza que vai gostar.
      Bjs

      Excluir
  9. Malala é de uma força e coragem impressionantes. Gostaria de conhecer melhor a história dela.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  10. Já tinha ouvido falar da história dela, adorei a resenha, porém não sou fã desse gênero, bjus

    ResponderExcluir
  11. Oii, tudo bem?
    Não curto biografias, mas a Malala é admirável....
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Minha irmã ganhou esse livro de Natal e ainda não tive a oportunidade de o surrupiar, mas espero corrigir a situação em breve! Eu estava com medo do andamento da história ser chato, mas como você disse que é um livro leve, acho que lerei mais rápido.

    The Fat Unicorn

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser que no comecinho, desanime, mas espere um pouco mais, não desista do livro e não se arrependerá.
      Bjs

      Excluir
  13. Essa menina é incrível! Muito legal seu blog! Fiquei com vontade de ler o livro ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado do blog, Luiza <3 É sempre bom ver que um leitor gostou, já que objetivo é produzir conteúdo para que vocês leiam, claro.
      Bjs

      Excluir
  14. Olá, tudo bem?

    Sempre quis ler esse livro, mas ainda não tive a oportunidade. boa resenha, bjus!!!
    http://lendoaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. O que dizer da sua resenha? Incrível! Eu tenho muita vontade de ler esse livro, mas toda vez que vou a uma livraria escolho outro ao invés dele. Conheci a história de Malala através dos telejornais e comecei a admirá-la fortemente. Ela é uma guerreira! Não deixou sua voz ser silenciada, mesmo correndo risco de vida. Um exemplo a ser seguido, com certeza.

    Abraços,
    Karina do blog Eu e Minha Cultura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da resenha Karina :) Fico muito feliz quando os leitores do blog gostam do conteúdo.
      Bjs

      Excluir
  16. Há tempos venho tentando adquirir esse livro, quero muito conhecer a história de vida e a luta de Malala, tenho uma grande admiração pela garota. Espero poder adquirir essa belezinha em breve <3

    estanteideal.blogspot.com | Isabella Rossetti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Isabella, garanto que você vai gostar.
      Bjs

      Excluir
  17. Oie, Isa!
    Malala é um dos poucos casos de mártir vivo que eu conheço. As pessoas geralmente ficam reconhecidas pela sua luta após a morte, certo? Então temos essa jovem, que chegou bem perto de fazer parte desse grupo, mas que assim como se recusou a baixar a cabeça e deixar de estudar, se recusou a morrer e parar de lutar. A história dela é brilhante, inspiradora. Tem uma coragem que eu reconheço que jamais seria capaz de ter. Eu a admiro e espero que ela continue muito tempo por aí para nos dar força de vontade e esperança quando a gente achar que o mundo não tem salvação.
    Preciso ler o livro dela. Com temas polêmicos ou não, tenho certeza que, como você disse, será uma leitura que me acrescentará pelo resto da vida.
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Celly´, é uma leitura que acrescenta muito, até nos muda um pouco. Passamos a valorizar mais os privilégios que temos na nossa vida e que até então tinham passado despercebidos.
      Bjs

      Excluir
  18. Não gosto muito deste tipo de biografia, que traz a história de mártires e tal. Até leio biografias, mas apenas dos meu ídolos mesmo. No entanto sua resenha ficou bem legal.
    Beijos!
    Samantha Melo
    www.prosasdemenina.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que acrescenta bastante e pode ser muito útil um dia, afinal é um tema bem importante.
      Bjs

      Excluir
  19. Oi, tudo bem?
    Mais que merecido esse Prêmio Nobel, educação é uma das causas mais justas que já vi.
    Eu não curto muito livros biográficos, mas a história da Malala parece ser linda mesmo e inspiradora. Talvez por isso eu animasse a ler, mas não está na lista de prioridades.
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena que não está na lista de prioridades, Bruna. Espero que você leia um dia.
      Bjs

      Excluir
  20. Tenho certeza de que ler este livro será uma experiencia incrível e emocionante, por isso ainda não tive coragem de começar. Malala mereceu o título de mártir em vida e o Nobel que ganhou.

    http://cafeecomletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ganhe coragem, Andreza! Tenho certeza que não vai se arrepender.
      Bjs

      Excluir
  21. Oi!
    Quero muito ler esse livro, mas até agora não me apareceram oportunidades para comprar.... sua resenha ficou muito boa!

    Beijoos
    http://www.under-the-stair.com

    ResponderExcluir
  22. Meu Deus, eu amo a Malala!
    Desde que fiquei sabendo dela e das coisas que fazia eu admiro essa garota. Afinal, ela podia ser só mais uma no mundo, ou abaixar a cabeça e se curvar perante um regime totalitário extremista, fanático e completamente adepto do patriarcado, e que por isso mesmo, impediu ela e as meninas islâmicas em quase sua totalidade de terem seus direitos humanos. Elas não vivem como pessoas, vivem como objetos! E por mais que isso seja revoltante, e eu tenha vontade de mudar uma realidade assim (se acredito longe do ideal a condição atual feminina no Brasil, país ocidental e laico, imagine lá no Oriente Médio), não teria tamanha coragem e determinação. Malala correu todos os riscos. Ela foi um leão em meio as ovelhas.
    Eu espero que a sua história seja espalhada e que todos saibam quem ela é. E que o mundo se mobilize em prol da condição feminina no islã. Sabemos que é cultural. Mas culturas tem que respeitar os direitos humanos. Até alguns séculos, queimar mulheres vivas que estudavam ou sabiam algo de medicina era considerado normal e parte da cultura na igreja católica. Nem por isso aceitamos mais na época que estamos esse tipo de coisa. Nem nós, nem o catolicismo.
    Eu acredito que o livro da Malala seria algo enriquecedor e emocionante. Eu me emocionei apenas lendo sua postagem, imagine com a história de Malala mais a fundo!
    Parabéns pela indicação, realmente é ótima! Espero mesmo poder um livro tão fantástico.

    Com carinho, Amanda!
    www.expressodenarnia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, Amanda. Fico feliz em encontrar alguém que goste tanto da Malala quanto eu. Já dei uma olhada no seu blog, é muito bom.
      Bjs

      Excluir
  23. Adorei sua resenha parabéns, mas infelizmente esse livro não me interessou apesar da historia ser bem interessante..


    beijossss e to te seguindo, retribui?
    http://livrosetalgroup.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Olá!! Tudo bem?? Amo livros em primeira pessoa e acho que com esse não poderia ser diferente! Conhecer o mundo de Malala através dos seus próprios olhos deve ser muito interessante. A jovem luta pelo o que acredita em uma causa tão nobre como a educação!

    Beijos,

    Mari
    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos um gosto em comum então Mari. Obrigada pela visita.
      Bjs

      Excluir
  25. Oie, tudo bom?
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro para conhecer mais sobre a história da Malala. Ela é uma guerreira que luta todos os dias pelos direitos de outras pessoas. A história de vida dela é muito bonita e inspiradora.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Olaa
    Poxa, escuto falar muuuito bem desse livro e leituras assim sao sempre interessantes e da pra tirar muita coisa, muito aprendizado, quem sabe nao tenha oportunidade de ler, e espero gostar.

    Beijos
    Reality of books

    ResponderExcluir
  27. Não sou de ler biografias, não tenho muito paciência pra esse tipo de livro. Mas é claro que a Malala mereceu receber o Prêmio, ela é uma inspiração para muitos outros jovens.

    Abraços quentinhos!

    Patty Santos
    Blog Coração de Tinta

    ResponderExcluir
  28. Acho que essa menina é um exemplo incrível para a juventude de hoje em dia... Apesar de não curtir ler biografias, acho que essa é uma daquelas leituras que temos que ler...

    beijos
    Colecionando Livros​

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...